Após várias homenagens, ex- governador Wilson Barbosa é sepultado na capital

Caixão sendo carregado no Cemitério Parque das Primaveras. (Foto: Marcos Ermínio)

Com homenagens, salva de tiros e recordações, o ex-governador de Mato Grosso do Sul, Wilson Barbosa Martins, foi enterrado no fim da manhã desta quarta-feira (14), no Parque das Primaveras, em Campo Grande. Dr. Wilson, como ficou conhecido, morreu aos 100 anos depois de sofrer complicações cardíacas na manhã de terça-feira (13). Policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) deram três salvas de tiros e quando o caixão descia, os presentes aplaudiram em homenagem.

Sobrinho do ex-governador, Celso Martins disse que, além da questão política, Barbosa Martins deixa um legado para os amigos e a família. “Era uma pessoa inspiradora, com liberdade de pensamento, que valorizava a democracia e o aspecto social”. Com os familiares, sempre foi muito justo e presente com a família. “Ele pode dizer que o dever foi cumprido aqui na terra”, completa. O pastor Celso Balbuena Benitez disse também que poucas pessoas têm o privilégio de viver 100 anos e desfrutar de uma história “tão bonita como a dele”. “Que foi de dedicação à política, Campo Grande, ao Estado e ao Brasil, e ao mesmo tempo presente com a família”.

Companheiros de partido, o presidente da Assembleia Legislativa de MS, Junior Mochi (MDB), disse que o ex-governador sempre se preocupou com a legenda e tem importância fundamental na fundação do PMDB no Estado. “Devemos muito a ele. Era um estadista e quando se posicionava todos o seguia”. Uma das recordações do presidente é a mensagem que recebeu de alguém, a mando do Dr. Wilson, em 2010. Na ocasião, Mochi disputava eleição para deputado estadual e a pessoa que o procurou disse que era dele o voto do ex-governador. A casa de leis estadual fará uma homenagem “robusta”, disse Mochi.

Thaís Martins, filha do ex-governador, se despedindo do pai. (Foto: Marcos Ermínio).

O secretário de Cultura, Athayde Nery, que também acompanhou o enterro, lembrou Barbosa Martins como “articulador político”. Na época em que era governador, ele desceu da governadoria para conversar com manifestantes em greve. “Resolvia as coisas na conversa. Um ótimo articulador político e um convicto democrata”. Ex-prefeito de Campo Grande entre os anos de 1959 e 1963, deputado federal e senador por Mato Grosso do Sul, Wilson Barbosa Martins também foi governador por dois mandatos –1983 e 1986 e 1995 e 1998.

Marun representa o presidente Temer no velório do ex-governador

O ministro do Governo, Carlos Marun (MDB), esteve no velório do ex-governador de Mato Grosso do Sul, Wilson Barbosa Martins, representando o presidente da República, Michel Temer (MDB). Familiares, amigos e políticos saíram em cortejo às 9h40 para o Parque das Primaveras, onde o corpo do ex-chefe do Executivo estadual será sepultado, nesta quarta-feira (14). Antes de deixarem o Centro de Convenções, o ministro afirmou que durante a vida longa de Dr. Wilson, como era conhecido, orgulhou tanto os familiares quanto à população do Estado. “Sempre foi um amigo”.

O ex-governador André Puccinelli (MDB) relembrou que foi ontem e voltou hoje para se despedir da pessoa a quem chamou de “irmão, amigo e pai amigo”. Para Puccinelli, o ex-governador sempre foi espelho, pois era um homem que tomava decisões com frieza e que fazia política com ‘p’ maiúsculo. O arcebispo Dom Vitório Pavanello deu a benção durante 20 minutos e lembrou que, antes de ficar doente, Wilson Martins frequentava todas as semanas a igreja Santo Antônio. Quando não estava nos bancos do templo, o arcebispo sabia que algum problema com sua saúde havia ocorrido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

168 views