Cinco pessoas morrem em acidente na MS 080

No acidente morreram cinco pessoas. (Foto: André Bittar)

Um grave acidente envolvendo dois veículos registrado no final da tarde de sábado (23), deixou cinco pessoas mortas e outras quatro feridas. O acidente aconteceu na MS 080 entre os municípios de Campo Grande e Rochedo. Morreu na madrugada deste domingo na Santa Casa de Campo Grande, a quinta vítima do acidente envolvendo dois carros, ocorrido na tarde deste sábado (23) na MS-080, entre Campo Grande e o município de Rochedo. A vítima, Renata Pereira dos Santos (19), era passageira do Fiat Palio, e estava internada desde ontem em estado grave. Outras quatro pessoas morreram na colisão.

De acordo com a assessoria de comunicação da Santa Casa, Renata deu entrada em estado grave e permaneceu internada e sedada sob ventilação mecânica, até a madrugada desta segunda-feira (25). Ela estava no veículo junto com Ana Pereira (37), Anísio Ananias (71) e o enteado dele, Jonas Pereira (17). Os idosos e o adolescente morreram ainda no local da colisão. As vítimas do Fiat Strada, Gabriel de Souza, de 15 anos, o irmão Bruno Henrique de Souza, de 17 anos, e o avô Wanildo de Souza, de 63 anos, estão em situação estável. Bruno sofreu vários cortes no rosto e Gabriel teve fratura na perna direita e no braço esquerdo, e deve passar por cirurgia. Ambos estão conscientes e orientados.

Na picape também estavam Maricélia Ikeizume de Souza, 61 anos, que sofreu uma parada cardiorespiratória e morreu logo após dar entrada em unidade hospitalar de Rochedo e o motorista do veículo, José Machado de Figueiredo, o “Zico” de 57 anos, que foi retirado das ferragens ainda com vida, mas veio a óbito ontem no UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino, em Campo Grande. De acordo com o delegado Paulo Roberto Diniz, da Delegacia de Polícia Civil de Rochedo, pelas marcas de frenagem, o condutor do Palio teria perdido o controle da direção, saído da pista e ao retornar, invadiu a contramão e causou o acidente. Com cinco vítimas, a colisão é a mais grave registrada no último ano na região de Campo Grande

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

196 views