Ipanema quebra o próprio recorde e produz o maior queijo minas e doce de leite do mundo

Fiscal do RankBrasil, Luciano Cadari mede queijo produzido em Ipanema (foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press

O município de Ipanema, no Vale do Rio Doce em Minas Gerais comemorou novamente o recorde pela produção do maior queijo minas e maior doce de leite do mundo, durante a 8ª Festa do Queijo, realizada neste fim de semana.  O “queijão” foi auditado na tarde de sábado(29) por uma equipe do Rank Brasil, o Livro dos Recordes Brasileiro. Antes, a iguaria desfilou em carro aberto com o doce de leite. Um bule gigante com cerca de 1 mil litros de queimadinha, bebida produzida com leite e açúcar queimado, também faz parte da celebração. 

O queijo, fabricado pela Laticínio Dois Irmãos, pesou a 1,98 tonelada e garantiu mais uma vez o recorde para Ipanema. Com 1,70 metro de diâmetro e 85 centímetros de altura, foram gastos 21 mil litros de leite. O recorde do ano passado pertencia ao alimento produzido pela Capil, com 1,91 tonelada. O doce de leite da fábrica Nhá Nair levou cerca de 8h00 para ser produzido, com aproximadamente 1.300 litros de leite e 400 quilos de açúcar. O resultado foi um doce com 608 quilos, contra 508 do ano passado, garantindo mais um troféu para o município de Ipanema. O doce de leite deste ano mede 1,8 metro de largura por 1,84 de comprimento. 

Como já é tradição, após a auditoria, os produtos são distribuídos gratuitamente no local do evento, neste ano local da festa foi o Parque de Exposições da Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Minas Gerais (CASEMG).  A 8ª Festa do Queijo terminou neste domingo. Além de muita música, durante o evento foram apresentados produtos da culinária do queijo disponíveis para venda. Na sexta-feira, também foi realizado o Concurso de Queijo e Cachaça artesanal, com os principais produtores da cidade e da região.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

234 views