Morre mais uma criança de creche incendiada em Janaúba; já são 11 vítimas

Valdirene e Valdemar, pais de Matheus, sabiam que a situação era difícil, mas tinham esperança de o levar para casa.

Morreu na madrugada desta segunda-feira (9), a décima primeira vítima do ataque incendiário registrado na última quinta-feira (5) em uma creche municipal de Janaúba, na região Norte de Minas Gerais. Mateus Felipe Rocha, de 5 anos, faleceu por volta das 4 horas da manhã, no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Seis crianças e duas professoras ainda estão internadas na unidade de saúde. No domingo, os pais de Matheus, que estavam esperançosos para a recuperação do garoto. O eletricista Valdemar Rocha Pereira, de 37, falou um pouco sobre esse momento de dor. “Os médicos explicam, explicam. A gente não entende muito bem, mas eles diziam que ele tá se recuperando. Bem mesmo, só quando sair do hospital”, argumentava.

A família de Matheus – os pais e duas tias – largaram tudo para cuidar do garotinho em Belo Horizonte. “Ele é prioridade”, afirmava a mãe, a balconista Valdirene Santos. Ela, que deixou o emprego para se dedicar integralmente ao filho, já sabia que a situação era grave, mas tinha esperanças de o levar para casa. “Não vamos voltar sem ele”, afirmava Valdemar. O ataque a creche em Janaúba ocorreu na última quinta-feira, quando o vigia da creche, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, jogou álcool em crianças e nele mesmo e, em seguida, ateou fogo. Na unidade de educação infantil haviam 75 crianças e 17 funcionários no local.

No dia da tragédia, mais de 40 pessoas foram socorridas para hospitais. Atualmente, 23 pacientes foram liberados e 24 permaneciam internadas. Dessas, 9 na Santa Casa de Montes Claros, 14 em Belo Horizonte e 1 no Hospital Universitário. Alguns estão em estado grave e respiram com ajuda de aparelhos.