OLHO VIVO 03-09-17

* Dércio Cruz

Voo curto

Na minha modesta opinião, a chamada “Frente Parlamentar”, recém criada no legislativo por um grupo de vereadores do bloco de oposição, pode naufragar muito antes do que se espera. Primeiro porque, os idealizadores conseguiram convencer três vereadores que até ontem depois do almoço, pertenciam a base de sustentação do Executivo e não se sentem muito a vontade na oposição. Segundo porque, usar redes sociais para criticar o estado das ruas pelos bairros da cidade é chover no molhado mesmo porque, ninguém melhor que os próprios edis alguns deles inclusive, defensores da administração passada pra ter consciência de que a cidade ficou em total abandono pelos últimos quatro anos e por mais que se tenha vontade, fica quase impossível recuperar tudo da noite para o dia.

Terceiro porque, o objetivo nem é cobrar sistematicamente do Executivo, mas sim manter o grupo unido visando a eleição da nova mesa diretora em dezembro. Um voto a mais, garante a oposição o comando do legislativo aos contreiras. Devem estar de olho no atual presidente que anda muito indeciso com relação a que lado pode ficar. Só que com certeza, nenhum dos três que migraram da situação para a oposição, será escolhido como cabeça de chapa. Não tenho e nem quero ter procuração para defender o chefe do Executivo, essa função cabe ao vereador Candido Gabino o Candinho, líder do prefeito, a  vereadora Anney Espindola líder do PSDB e ao vereador Láercio Martins que vem dando conta do recado no tocante a sair em defesa do Executivo . Muita coisa vem sendo feita. Recuperar em oito meses o que ficou ao relento durante quatro anos, não é fácil.

Por outro lado

Estou sabendo que alguns vereadores de primeira viagem, vem se saindo melhor que a encomenda. Várias indicações beneficiando a população, as vezes chegam a ser atendidas pelo Executivo, mesmo antes de serem lidas na tribuna. Isso mostra que, certo está o ex-deputado Hosne Esgaib que sempre disse que na política o jogo é bruto e pato novo mergulha raso. É mais ou menos por ai.

Se destacando

Ele é meio turrão até pela sua origem. Curto e grosso. Mas com ele não existem meias palavras. Foi fiel como ninguém com o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, nunca negou sua fidelidade. Mesmo quando muitos o abandonaram.  E agora, deixa claro sua fidelidade com o presidente Michel Temer. Estou falando do deputado federal Carlos Marun. Nascido em Porto Alegre, fã de carteirinha da dupla Osvaldir e Carlos Magrao foi candidato a vereador na capital, obteve a façanha de ter mais de 22 mil votos e não conseguiu legenda para se eleger.

Nessa viagem do presidente Temer a China, lá estava ele na tropa de choque. Volta mais forte do que foi. Aqui no Estado é um dos nomes fortes do PMDB ao governo, caso o ex- governador André Puccinelli não conseguir viabilizar sua candidatura. É inclusive, uns dos preferidos do italiano. Eu digo mais, até acho que ele só não vira ministro nesse tempo que resta para o Temer, se não quiser. Sem ter seu nome envolvido em maracutaias, ele dá mostra de que, mesmo sendo político a fidelidade é fundamental.

Não deu certo

No último sábado uma empresa tomou a iniciativa de promover a primeira feira do Empreendedor em Ponta Porã. Até ai tudo bem, o que pegou mal, pelo menos foi o que eu ouvi a boca miúda, foi o fato de interditarem uma parte da Av Brasil em pleno horário de pico, prejudicando comerciantes instalados nas imediações que sentiram na pele, ausência de clientes. Ponta Porã tem um sério problema referente ao escoamento do trânsito. Resumido, com parte da avenida interditada, o fluxo de veículo se concentrava em direção a Marechal Floriano que virou um caos. O pior, que não tinha nenhum guarda municipal e muito menos, policiamento do trânsito para orientar os motoristas. Quem sabe da próxima vez não seria ideal usar uma das vias transversais que, além de não ter muitos estabelecimentos comerciais oferece ainda, várias opções para desviar o trânsito.

Triturando políticos

As denúncias pesadas e comprovadas por sinal do ex- governador de MT, Sinval Barbosa, e homologadas pelo STF, podem determinar o fim de carreira de deputados, prefeitos, vereadores e até ministro. Depois da delação do ex- governador, o ministro Blairo Maggi tem sido procurado com constância pela imprensa, para apresentar sua versão, mas ele vai ter que se desdobrar e muito, para provar sua inocência. Cada dia surge um fato novo. Ufa….

A bem da verdade

Toda essa podridão referente a pagamentos de propinas espalhadas em todas as camadas envolvendo políticos, com certeza vai refletir nas eleições do ano que vem. Pelo menos essa será a grande oportunidade para que, o eleitor se conscientize de que e ele o responsável pela escolha de seus representantes. Com certeza, esse detalhe deve valer de mamando a caducando. Quem conseguir escapar da Justiça tem que ser tirado pelo eleitorado. Só assim, poderá surgir uma luz no final do túnel.

Se deram mal

Dois malandros que preferem ganhar a vida roubando coisas alheias, se deram mal durante uma tentativa de assalto em uma loja na cidade de Cel. Sapucaia. Antes de concretizarem o assalto, os policiais civis e militares fecharam o cerco. Uma multidão se aglomerou em frente à loja e passaram a espancar os bandidos que apanharam mais que vaca na horta. E a coisa só não ficou pior, porque a própria polícia livrou os marginais da galera. Se a moda pega, essas bandidos vão pensar duas vezes, antes de praticaram esse tipo de delito.

O rombo é muito maior

A análise de provas da Operação Lava Jato tem feito o Tribunal de Contas da União (TCU) rever a apuração de prejuízos em obras da Petrobras, durante os governos Lula e Dilma, do PT. A corte refez os cálculos de superfaturamento, com base em documentos obtidos em quebras de sigilo de empreiteiras investigadas, e já descobriu desvios até 70% maiores do que os constatados em auditorias antigas. A reavaliação foi feita em três contratos da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, e um do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). As perdas ao erário até agora apontadas nesses casos, em valores atualizados, somam R$ 3,7 bilhões.

Essa tinha que contar

Para quem não conhece ainda, a Churrascaria “Garfo de Ouro” é um dos lugares mais frequentado da cidade. Bom atendimento tanto na parte de churrascaria, restaurante ou pizzaria. Por ali também tem uma galera da terceira, ou quarta idade que, diariamente batem ponto no local. Cada um com sua história e como tem histórias. Não vou dar nomes para preservar os amigos. Mas neste domingo (03) saiu uma de arrancar gargalhadas. Por volta das 12h00 pintou um gaúcho buenacho que já beira os 68 anos suando mais que tirador de espirito. Ao ser perguntado o que estava acontecendo, o buenacho respondeu logo. Moçada, hoje passei “malito”. Sai cedinho de casa, acabei indo parar num bordel e acabei transando com cinco mulheres.

Foi um espanto danado. Um olhando para outro, ninguém falava nada. Até que, um outro integrante do grupo que já beira os 80, rebateu. Mais xiru. Comigo também foi assim, sai cedinho de casa, mas você perdeu pra mim por uma. Peguei seis. Ai desmanchou a roda. Outro fato importante é que esse mesmo chiru, faz lembrar e muito o Nezinho do Jegue na novela “O Bem Amado”. Sem molhar o bico é um baita defensor do prefeito, mas bebeu umas e outras, sai de baixo. Vem críticas de todos os lados. Pensa num lugar divertido.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

390 views