OLHO VIVO 05-02-18

Dércio Cruz

De volta

Aproveitando que o carnaval já esta ai batendo as portas, vamos retomando nosso trabalho nesse espaço, trazendo as informações para os nossos leitores costumeiros. E como sempre com muitas e boas. Como por exemplo, a volta do carnaval no União Tênis Clube depois de muitos anos, no velho estilo. Segundo os organizadores e ideia e resgatar as tradicionais marchinhas acompanhadas do tradicional confete e serpentina. Tem tudo pra dar certo.

Destaque de Ponta

Na maioria das vezes, o município de Ponta Pora é lembrado, em situações negativas. Mas essa semana, a coisa foi diferente. Por conta de algumas cenas da novela Apocalipse denominadas “Arrebatamento”, a Pontaporanense adotiva, Vivian de Oliveira filha dos meus amigos, Jornalista João Natalício e Izolina foi o destaque na mídia principalmente da TV Record. Para quem não sabe, a Vivian morou por aqui muito tempo  hoje e um dos nomes fortes na dramaturgia da Record.

Aposentadoria precoce

Existem comentários de que, por recomendação médica o ex-deputado estadual Flávio Kayatt atualmente Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, pode requerer sua aposentadoria do cargo que ocupa desde novembro do ano passado. Kayatt é cadeirante há quase 20 anos e tem uma rotina de tratamento que inclui medicamentos fortes para dor e idas cada vez mais frequentes aos médicos, inclusive fora do Estado. Os profissionais, segundo a coluna Jogo Aberto apurou, já orientaram o conselheiro que a rotina de trabalho pode piorar sua qualidade de vida e dificultar os tratamentos. Em se concretizando a orientação dos médicos ao conselheiro, o afastamento deve ocorrer até abril. A vaga já tem destinatário quase certo, o atual presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mocci (PMDB). A indicação é do governador Reinaldo Azambuja.

No batente

Depois do tradicional recesso que é de lei, os nossos vereadores voltam ao trabalho, sempre com aquelas promessas de dedicarem o máximo ao interesse da comunidade.  De presidente novo o poder legislativo tem tudo pra ser um grande parceiro da administração municipal que vem também com excelentes perspectivas para 2018. 

Vale salientar

Que esse ano promete. Ano de Copa do Mundo, ano de escolher novos governadores, novos senadores, deputados federais e estaduais e Presidente da República, cargo que vai tirar o sossego do eleitor. Nada que presta por enquanto, surgiu como esperança de dias melhores.

Mais Ibope

Eu particularmente acredito que esse ano, a Copa do Mundo deve render mais ibope do que as eleições, até porque já se percebe que os brasileiros estão botando muito mais fé na seleção do Tite, do que nos políticos que estão acenando disputar um cargo. Pensa no desgaste da classe política.

Por aqui

Já são vários pretensos candidatos que pretendem dar a cara pra bater nas eleições de outubro. Entre eles, alguns sem a menor chance de chegar a lugar nenhum. Uma coisa é certa, pode ir tirando o cavalinho da chuva, quem estiver contando com apoios, principalmente do ex- deputado Flávio Kayatt, hoje Conselheiro do TCE, portanto impedido de participar do processo político, e ainda do atual prefeito que já deixou claro que, como depende e precisa do apoio de parlamentares, deve manter suas atenções voltadas para o bem do município, sem contar ainda, que tem entre pretensos candidatos, amigos confiáveis.

Sucessão estadual

De olho no governo, na ultima sexta-feira (02) o ex- PMDB, agora só MDB deu a largada para a corrida sucessória, mas precisamente na cidade de Costa Rica de onde deve sair provavelmente o nome do vice, para integrar a chapa encabeçada pelo ex- governador Andre Puccinelli. O do atual prefeito Waldeli dos Santos Rosa, considerado um nome muito forte na região norte.

Por outro lado

Essa demora do governador Reinaldo Azambuja definir se vai mesmo tentar a reeleição ou brigar por uma vaga no senado, tem tirado o sono de alguns tucanos e outras lideranças que querem definir logo o palanque que querem subir. São fortes os comentários de que, o governador poderia optar por deixar o governo e tentar uma vaga no senado dessa forma entregando o comando do estado ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mocchi já que a vice, Rose Modesto deve sair também para tentar uma vaga na Câmara dos Deputados. Isso fortaleceria o projeto do italiano de voltar ao governo. O problema maior seria convencer o senador Moka, que sempre foi aliado fiel do polenteiro que teria sua reeleição comprometida.

A briga promete

Ao contrário da disputa pelo governo, que deve ficar polarizada em dois nomes, a corrida pelo senado promete. Além dos dois atuais senadores, pelo menos outros cinco nomes estariam dispostos a encarar a disputa, entre eles o ex- prefeito da capital Nelsinho Trad que vem liderando todas as pesquisas de intenções de votos e que não teria nenhuma dificuldade em apoiar o nome de Puccinelli para o governo.

Se isolando

Comprovando que na política o jogo é bruto, bastou o pré – candidato ao governo, o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira do PDT, declarar que seu partido não aceitara nenhum tipo de aproximação com partidos ou políticos envolvidos em denuncias na Lava Jato ou que estejam na mira da justiça, para que muitos companheiros comecem a abandonar o barco. Sem o PT, que sempre foi aliado fiel do PDT e atolado até a tampa em denuncias, o ex- prefeito de Corumbá, Paulo Duarte deixou o PDT e já ingressou no MDB anunciando apoio a Puccinelli. Outro que pode sair fora nas próximas horas é o deputado pedetista George Takimoto. Sem grupo político e sem apoio de lideranças fica difícil vencer uma eleição.

Sem entender

As ultimas pesquisas divulgadas tanto pelo Datafolha, como por outros institutos, os números apresentam distorções que eles mesmos tentam explicar. Dentre os candidatos colocados na ultima pesquisa do Datafolha, Lula só não é mais rejeitado que o presidente Michel Temer (PMDB): 71% dos eleitores não votariam de jeito nenhum no peemedebista; a rejeição ao petista é de 39%. Além disso, 53% dos eleitores segundo a mesma pesquisa querem ver Lula na cadeia, consequentemente não votam no candidato do PT.

Duas homenagens

O prefeito Hélio Peluffo Filho foi muito feliz ao incluir na Rede Municipal de Ensino mesmo com outro nome, as dependências da Escola Batista agora Escola Orlando Mendes, que sem dúvidas faz parte da história não só de Ponta Porã, mas da região de fronteira. Ou seja, com uma paulada só, prestou duas homenagens porque não existe na cidade quem não tenha ouvido o nome do colégio. 

Mudanças

A Secretaria de Obras deve começar nos próximos dias algumas mudanças consideráveis no trânsito em Ponta Porã. Pelo que eu ouvi, alguns semáforos serão trocados de lugar, assim como a Rua Paraguai deve voltar a ser mão dupla, até como forma de facilitar a vida dos motoristas. Aberturas de novas vagas em estacionamentos também estão nos planos.

Será que agora vai?

A qualidade dos serviços prestados pelas operadoras de telefonia no município de Ponta Porã com certeza está entre as piores no Estado. A Associação Comercial atendendo apelos de seus associados ingressou com uma ação judicial exigindo uma posição das empresas. Como nada foi resolvido, esta semana o próprio prefeito visitou as dependências do PROCON e aproveitou sua estada no órgão para registrar mais um queixa contra os serviços prestados.

MST defende Lula, mas Temer fez mais pelo campo

O MST deu as costas, há muito, à defesa da reforma agrária e virou instrumento de defesa dos corruptos fisgados pela Lava Jato, incluindo o ex-presidente Lula. Demonstração disso é que o governo do presidente Michel Temer emitiu mais títulos definitivos de propriedade no âmbito da reforma agrária no ano passado, mais de 26 mil, do que a soma dos dez melhores anos dos governos Lula e Dilma somados. Nos dois melhores anos, Lula e Dilma emitiram 6,8 mil e 6,5 mil títulos definitivos, respectivamente, ou a metade dos emitidos no ano passado. Em carta a Dilma em 2014, o MST fez críticas e disse que o governo dela “foi incapaz de resolver esse grave problema social e político”.  As informações são do jornalista Claudio Humberto.

Reforma da Previdência

O assunto do momento sem duvida e a chamada Reforma da Previdência que o governo quer vem aprovada no dia 19 deste mês. No entanto, se percebe que pela seriedade da proposta, esteja faltando patriotismo em nossos parlamentares preocupados mais com interesses pessoais. Apesar de alguns terem decretado o “fim” da reforma da Previdência, os partidos que integram a base de apoio do governo Temer têm 346 deputados, ou seja, 38 votos a mais que o necessário para aprovar a matéria. Se está ruim da forma que funciona, sem a reforma a coisa pode e deve ficar muito pior. Só o fato da oposição estar fazendo de tudo para impedir a aprovação do projeto, ele deve ser bom.

Só vale para adversários

O projeto da Lei da Ficha Limpa só foi adiante porque os partidos de “esquerda” (PT, Psol, PDT etc), no poder com Lula, vendiam a ideia de que só havia ladrões na “direita” e se apropriaram da iniciativa. A lei foi sancionada pelo então presidente Lula em 2010. Agora que ele é apontado o chefe da quadrilha que mais roubou o Brasil, para aqueles partidos a Lei da Ficha Limpa já não é assim tão importante.

Superfaturamento 

O Tribunal de Contas da União investiga superfaturamento de R$50 milhões na Ferrovia Norte-Sul, no contrato da Andrade Gutierrez, uma das empreiteiras favorecidas pelo esquema de corrupção dos governos Lula e Dilma, desbaratado pela Lava Jato. A empresa foi contratada pela Valec, estatal de ferrovias. O Ministério da Transparência viu indícios de superfaturamento de R$108 milhões em obras da Norte-Sul. O superfaturamento de R$50 milhões investigados pelo TCU se deu apenas no trecho entre Anápolis e Uruaçu (GO). Imagine o resto. 

Auxilio-moradia

Listados entre os políticos mais ricos do Brasil, pelo menos seis ministros do governo de Michel Temer (MDB) recebem ou receberam auxílio-moradia ou vale alimentação desde que foram nomeados. Blairo Maggi (Agricultura), Henrique Meirelles (Fazenda), Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), Alexandre Baldy (Cidades), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Helder Barbalho (Integração Nacional) têm patrimônio declarado de pelo menos R$ 2 milhões e recebem, além dos salários de mais de R$ 30 mil, pelo menos R$ 458 de vale-alimentação, mantêm apartamentos funcionais ou recebem auxílio-moradia de R$ 7 mil reais, de acordo com reportagem da Folha de S. Paulo.

Aviso aos navegantes 

Para aquele que ao invés de se divertirem, preferem tumultuar os bailes carnavalescos, vai um lembrete. Pelo menos três blocos vão estar marcando presença nos bailes. Até ai tudo bem. Só que, os blocos a que me refiro, vem de Dourados, conhecido como “Os meninos do DOF”.  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

387 views