Olho Vivo 23-11-17

* Dércio Cruz

Tudo combinado

Depois de muito oba-oba, os vereadores aprovaram o projeto do Executivo que reduz os valores cobrados pela coleta do lixo em Ponta Porã. Vale salientar que, tudo já estava combinado para a aprovação do referido projeto, afinal quem quer bater contra o eleitor principalmente nessa crise moral da classe política. Além disso, foi uma oportunidade para alguns vereadores que, na gestão passada votaram pela cobrança de valores exorbitantes a se redimirem. Pelo que eu vi o único a votar contra o projeto, foi o secretário da Casa, Miguel Nascimento que se levantou, quando deveria continuar sentado.

Na verdade  

O projeto aprovado pelo legislativo reduzindo os valores na cobrança da taxa de lixo, nada mais foi que reparar um erro cometido na gestão passada, quando o chefe do Executivo na ocasião simplesmente estabeleceu valores astronômicos cobrados inclusive, na conta de água, ou seja, forçando o contribuinte a pagar de qualquer forma. Digno de elogio foi a atitude do atual prefeito que simplesmente colocou as coisas no lugar, ou seja, cobrando um valor justo, sem sacrificar o contribuinte que não aguenta mais tantos impostos e taxas.

Falta de critério

Quem tem o hábito de ler essa coluna que escrevo há mais de 20 anos sabe que, sempre teci alguns comentários pela falta de critérios dos nossos atuais vereadores e de outras legislaturas também. De acordo com a Lei, o titulo de cidadania deve ser concedido as pessoas oriundas de outros estados ou municípios, que tenham comprovadamente prestado relevantes serviços a comunidade. O que tem de gente que nunca ajudou um cego a cruzar a rua e que foi condecorado com o titulo, não esta no gibi. Aqui pelo que se percebe, o honraria e concedida mais a titulo de fazer media, com gerentes de bancos, comandantes de órgãos de segurança, juízes que quase sempre permanecem na cidade por pouco tempo, sem contar ainda, que muitos nem sabiam onde fica a Câmara Municipal e nem conhecem a cidade. Isso pode banalizar ainda mais a honraria.

Por falar nisso

Estou até estranhando o fato de não aparecer nenhum vereador disposto a conceder um titulo de cidadania ao Juiz Federal Sérgio Moro. Afinal, se ele não tem serviço prestados por aqui, tem pelo Brasil afora do qual nossa cidade faz parte. O Lula já tem. Qualquer coisa envia a comenda pelo Sedex.

Não tem como dar certo

Imagina se o Rio de Janeiro, mesmo com um povo hospitaleiro pode dar certo em alguma coisa. Numa paulada só, três ex- governadores foram presos por corrupção. O atual governador o Pezão na mira da Justiça pode entrar no time. Não bastasse isso, na mesma operação foram presos os três últimos presidentes da Assembleia Legislativa. Muito azar para um estado só, ou os eleitores ainda não aprenderam a votar.

Batendo o martelo

Pelo andar da carruagem e se nenhum fato novo pintar nesse curto espaço de tempo, o novo presidente da Câmara Municipal deve ser mesmo o tucano Cândido Gabino o Candinho. Habilidoso e contando com o apoio do chefe do Executivo e ainda do ex-deputado estadual Flávio Kayatt, o atual primeiro- secretário do legislativo, deve conseguir unanimidade, isso se nenhum vereador agir como Judas Iscariotes. Pelo menos foi o que eu ouvi de um parlamentar que não faz parte da base de sustentação do Executivo. É esperar e ver.

Tiro no pé I

Quem esperava tirar proveito político pela prisão do ex- governador, André Puccinelli, deu com os burros n!água. Depois do episodio, o polenteiro que já liderava as pesquisas para o governo do Estado, conseguiu mais alguns pontinho positivos. Uma coisa é certa. Com esses nomes que estão sendo divulgados como pretensos candidatos ao governo do Estado, o italiano deve tirar de letra.

Tiro no pé II  

Eu sempre comentei que aprendi uma coisa. Que política se faz com políticos. Se não tiver um grupo político forte, não tive carisma e dinheiro principalmente, dificilmente alguém chega a lugar algum. Isso está mais que provado. Baseado nisso, quem deve enfrentar dificuldades para viabilizar uma candidatura, seja ao governo ou ao senado federal é o juiz aposentado Odilon de Oliveira que, recém filiado ao PDT que para quem não sabe, sempre foi atrelado com o PT aqui no Estado, declarou na imprensa que não aceitara em hipótese alguma, qualquer aliança com partidos envolvidos na Lava Jato e muito menos, com políticos que estão na mira da Justiça. Para quem conhece a política por aqui, sabe que, dificilmente o magistrado vai conseguir apoio para entrar nessa peleia.

Sinaleiro pifado

Está faltando alguém lembrar ao atual secretário de Obras, o corintiano André Manosso que ainda comemora a conquista do Hepta campeonato brasileiro, que o semáforo instalado na Rua Paraguai com a Guia Lopes há pelo menos uns  20 dias não está funcionando. Como no local o movimento de veículos é intenso, um acidente nunca fica descartado. Diz que prevenir é melhor que remediar, fica a dica.

Empolgado que só

O ex- vereador Daniel Valdez o Puka, agora sub- prefeito do Distrito Nova Itamarati, vem se dedicando a fundo na nova função.Como os problemas são muitos, o Puka tem se desdobrado para atender a comunidade, principalmente no que diz respeito a agricultura familiar, saúde e educação. Para tanto, ele conta com uma equipe de colaboradores muito eficiente e ainda com o apoio do atual prefeito. Eu não sei não, mas com a possibilidade do distrito virar município em curto espaço de tempo, o Puka Valdez certamente deve estar de olho na cadeira do futuro prefeito.

Progredindo na vida

Dia desses conversando com o amigo Cicero dos Santos que, por muitos anos trabalhou comigo nas três emissoras de rádio de Ponta Porã nos anos 90, hoje morador na cidade de Campo Novo dos Parecis em Mato Grosso, fiquei sabendo que o rapaz tomou gosto pela política e hoje é um dos mais atuantes vereadores daquele município. O moço anda tão empolgado que já pensa em ser uma das opções nas eleições de 2020, e se eu conheço bem o amigo, com chances de sentar na cadeira de prefeito.

Pensando bem

Nem na política, os traidores obtêm sucesso.

* Editor do site Fronteirams.com. Jornalista- DRT 953- MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

350 views