Pegando na veia

Pênalti arrumado

Ainda sondado pelo Palmeiras, o meia-atacante Diego Souza voltou a ser decisivo e fez o gol da vitória dos pernambucanos após pênalti equivocadamente assinalado por Grazianni Maciel Rocha, que estava de frente para o lance e não notou que a bola não pegou na mão de Wanderson, como alegou.

Vitória 0 x 0 Bahia

Amplamente superior no Ba-Vi, o Vitória só não saiu com os três pontos do Barradão porque o goleiro Jean teve uma atuação de gala. Para piorar a tarde de azar, o Rubro-Negro segue na zona do rebaixamento. Já o Tricolor contou com a sorte também na tabela, deixando o Z4 graças aos critérios de desempate.

Avaí 0 x 0 Ponte Preta

O placar na Ressacada refletiu o que as duas equipes mostraram em campo: pouca inspiração e raros lances de gol criados. Quando parecia que o placar seria alterado, os goleiros Douglas e Aranha mostraram serviço. O time da casa ainda teve um gol de Joel corretamente anulado.

 De olho na frente

Com sete pontos de vantagem na liderança, a situação do Corinthians no campeonato não se alterará por duas semanas, pelo menos. Mas as duas rodadas seguintes do Brasileirão poderão causar um impacto significativo na tabela. No próximo fim de semana, Timão e Grêmio terão confrontos teoricamente tranquilos em casa, contra Ponte Preta e Avaí, respectivamente, mas Flamengo e Palmeiras atuarão como visitantes, diante de Vasco e Cruzeiro. Ainda não há muita folga na pontuação que separa o G6 da faixa intermediária, e por isso os blocos poderão se aproximar, dependendo dos resultados. A 13ª rodada, entre os dias 12 e 13 de julho, trará o atual G4 duelando em campo: Palmeiras x Corinthians e Flamengo x Grêmio, além de Atlético-MG x Santos, ambos com possibilidades reais de encostar nos líderes

 Sob pressão

Sem vencer há seis rodadas, o São Paulo entrou na zona de rebaixamento do Brasileirão após a derrota por 2 a 0 para o Flamengo, no Rio. A incômoda posição é fato raro na trajetória do time do Morumbi nos pontos corridos: foram 21 vezes desde 2003. O último susto havia sido em 2013. É o desfecho preocupante de uma semana agitada no clube, com a saída de dois titulares, o zagueiro Maicon e o volante Thiago Mendes, a contínua remontagem de um elenco que já recebeu 15 reforços e vendeu seis jogadores, e o pedido de demissão do inglês Michael Beale, assistente técnico de Rogério Ceni. No breve resumo de seu primeiro ano como treinador, ele acumula três eliminações em mata-matas (Paulistão, Copa do Brasil e Sul-Americana) e vê a pressão por resultados superar aos poucos a blindagem às críticas que o status de ídolo lhe confere. E na próxima rodada tem clássico diante do Santos, na Vila Belmiro, que pode complicar ainda mais a situação da equipe caso aconteça mais um tropeço.

 Fred comemora vitória contra o principal rival  

O atacante Fred e o meia Cazares foram saíram de campo contra o Cruzeiro como um dos principais nomes no clássico mineiro. Enquanto o centroavante marcou dois gols, o camisa 10 do Galo iniciou a reação com uma batida perfeita de falta e ainda ofereceu uma assistência para fechar a conta. Coisa linda, sofremos muito no início do jogo, estávamos sem saída de jogo, com o Cruzeiro pressionando. Eu estava desesperado, falando para tocar para o Cazares, para o Robinho, que a bola ia chegar – comentou o atacante, que iniciou a partida sem muitas oportunidades de gol, mas melhorou a partir dos 30 minutos, quando o Atlético começou a atacar com mais frequência. Autor do primeiro gol que iniciou a reação alvinegra, Cazares comemorou o golaço de falta, mas já mostrou estar com a cabeça no Jorge Wilstermann, adversário da próxima quarta-feira, pela Libertadores. Venho praticando muito, graças a Deus saiu esse gol. Agora é pensar na quarta-feira. Estamos tranquilos, agora e trabalhar para a Libertadores – disse.

História

Se estivesse entre nós, João Saldanha completaria 100 anos neste dia 03 de julho. Ele morreu em 1990, em Roma, cobrindo a Copa do Mundo da Itália. Jornalista icônico, autor de frases marcantes e polêmicas, era chamado de João Sem Medo por Nelson Rodrigues. Botafoguense fanático, não realizou o sonho de se tornar jogador de futebol profissional, mas como técnico deu um título estadual ao clube do coração, em 1957, e montou a base da Seleção Brasileira que seria tricampeã na Copa de 1970 – ele deixou o cargo por divergências com o regime militar. 

Novo rico

Daniel Serra é o novo milionário do automobilismo brasileiro. Dominante na pista, o piloto da Eurofarma venceu ontem a Corrida do Milhão da Stock Car, em Curitiba. Marcos Gomes, Cacá Bueno, Gabriel Casagrande e Rubens Barrichello completaram o pódio. Além do prêmio de R$ 1 milhão pela vitória, Serra disparou na liderança do campeonato, com 142 pontos.

Derrota

Mais de 50 mil pessoas no estádio de Brisbane, na Austrália, viram o filipino Manny Pacquiao, de 38 anos, perder o cinturão dos meio-médios pela Organização Mundial de Boxe para o australiano Jeff Horn, de 29, em decisão por pontos após 12 assaltos. Ícone dos ringues, Pacquiao foi o primeiro lutador da história a obter títulos mundiais por oito categorias diferentes. Nos Estados Unidos, o embate registrou a maior audiência de uma luta de boxe na TV em 20 anos.

Retorno

O Santa Cruz anunciou o retorno de Givanildo Oliveira, que trabalhará no clube pernambucano pela sexta vez. O treinador substitui o interino Adriano Teixeira, que comandava a equipe na Série B do Brasileiro desde a saída de Vinicius Eutrópio, no mês passado. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

80 views