Prefeitura abre prazo para adesão ao Refis

Adesão ao Refis já está aberto no setor de tributação na prefeitura

A prefeitura de Ponta Porã, através da Secretaria Municipal de Finanças, abre o prazo para adesão do contribuinte ao Programa de Recuperação Fiscal, destinado a promover a regularização de créditos do município de pessoas físicas e jurídicas relativos a tributos municipais.  A adesão está aberta a inscritos ou não em dívida ativa, ajuizados ou a serem ajuizados, parcelados ou não correspondentes a fatores geradores ocorridos até 31 de dezembro de 2016. O Refis foi aprovado pela Câmara Municipal de Ponta Porã e sancionada pelo prefeito Hélio Peluffo Filho. Todos os detalhes do Programa de Recuperação Fiscal foram divulgados no dia 06 de outubro no Diário Oficial do município de Ponta Porã.

O Programa de Recuperação Fiscal prevê descontos para dívidas do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e do Imposto Sobre Serviços de qualquer natureza (ISSQN). O secretário de Finanças, Fabrício Cervierilembra que a adesãoao Refis implica na inclusão da totalidade dos débitos do contribuinte para com a fazenda municipal e possibilita a regularização de pendências financeiras com o município, atualizando a vida financeira seja física ou jurídica.

Para o Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbanos os descontos chegama 100% de multas e juros para pagamento à vista. Além dessa, existe outra modalidade prevendo descontos de 50% parcelados em até quatro vezes. Já para o Imposto Sobre Serviços de qualquer natureza são quatro modalidades de descontos, que vão desde 25% a 100% de desconto, variando o parcelamento entre três a doze vezes, de acordo com o plano escolhido pelo contribuinte. O secretário de Finanças, Fabrício Cervieri lembra que o contribuinte já pode procurar o setor de tributos da prefeitura de Ponta Porã para aderir ao Refis e assim garantir a regularização financeira com o município, seja pessoa física ou jurídica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

153 views