Produtores rurais de MS, terão R$ 6,4 bilhões disponibilizado pelo Banco do Brasil

Superintendente regional Gláucio Zanettin, apresentou valores disponíveis do Plano Safra para MS. (Foto: Renata Volpe)

Renata Volpe Haddad

Produtores rurais de Mato Grosso do Sul terão R$ 6,4 bilhões do plano safra 2017/18 disponíveis para empréstimos no Banco do Brasil. O valor foi divulgado nesta terça-feira (11), e é 25% maior que a quantia disponível na safra anterior. Deste total disponibilizado para a próxima safra, R$ 5,1 bilhões são para custeio, R$ 1,3 bilhão para investimento, R$ 220 milhões para agricultura familiar, R$ 780 milhões para médios produtores e R$ 5,4 bilhões para agricultura empresarial.

As taxas de juros, segundo o superintendente regional do Banco do Brasil, Gláucio Zanettin Fernandes, vem caindo a cada ano e entre a safra passada e a atual, houve uma queda de 1%. Ou seja, para custeio, a nova taxa será de 8,5% ao ano tanto para o Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) e demais produtores. “A novidade é que houve queda de dois pontos percentuais nas taxas para PCA, que é para construção de armazéns e Inovagro, que agora estão em 6,5%”, relata o superintendente.

O presidente da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de MS), Maurício Saito, bateu novamente na tecla para que seja disponibilizada uma linha de crédito para a construção de armazéns. “Nossa safra de grãos este ano deve chegar a 18 milhões de toneladas e temos capacidade de estocar 8 milhões apenas. É preciso que tenha incentivo para que os produtores construam armazéns nas suas propriedades para que não tenhamos problemas de estocagem dos grãos”, ressalta.

De acordo com o secretário da Semagro (Secretaria de Produção e Agricultura Familiar de MS), Jaime Verruck, o governo é que define a política agrícola no Estado. “Hoje falamos muito em soja e milho, mas temos que desenvolver também a produção de cana-de-açúcar, amendoim, eucalipto. O papel do governo é direcionar uma política agrícola para boa aplicação desses recursos”, avalia.

O Banco do Brasil vai disponibilizar nacionalmente R$ 103 bilhões de recursos no plano safra. O lançamento do Plano Safra aconteceu simultaneamente em Brasília, com a presença do presidente Michel Temer (PMDB), Ministro da Fazenda, Henrique Meireles, Ministro da Agricultura, Blairo Maggi e presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

45 views